Páginas

sábado, 30 de outubro de 2010

Insônia, pra que te quero?

Não há nada mais perturbante e insuportável do que a famosa "insônia", coisa que muita gente por aí conhece e sabe os maus que ela traz... Quando não durmo por outros motivos, por exempo, quando a Alice não quer dormir, quando estou esperando alguma coisa ou quando quero assistir a um filme etc acho muito mais justo, mas quando se trata de falta de sono, fico muito brava!
Durante a gravidez, eu dormi muito bem, mas... Só até os 6 meses, porque depois disso, a barriga estava tão grande, que não conseguia encontrar nenhuma posição que fosse pouco confortável. Então eu não pude aproveitar meus últimos dias de sono durante a vida toda, porque viviam me dizendo: "Olha, aproveita pra dormir agora porque quando ela nascer você não vai ter paz durante a noite" Hahaha, quebrou a cara, chérie. Sim, porque a Alice deu trabalho durante a noite até 1 mês e meio, agora dorme a noite toda, não acorda nem pra mamar... Amém.
O fato é que ela dorme muito melhor do que eu, porque ainda tenho um pouco de insônia de vez em quando.
Mas pesquisei muito a respeito disso, e encontrei boas dicas de tratar deste problema sem remédio e analisei uma a uma!


- Ir para a cama no mesmo horário todas as noites:
Acho que pode ajudar sim, mas não tem nada pior do que fazer papel de "porco no rolete" e ficar rolando pra lá e pra cá!

- Oito horas antes de dormir, evitar produtos com cafeína:
Isso com certeza ajuda, porque tomar café depois das 7, é pedir pra não dormir, não é?

- Tomar um banho quente ou fazer escalda pés;
O banho sempre me ajudou muito durante a noite, faço isso sempre porque sinto que meu corpo relaxa e consigo pegar no sono com facilidade.

- Fazer exercícios físicos de cinco a seis horas antes de se deitar, de preferência sob exposição solar:
Penso que a exposição solar não é necessária, quando se faz exercícios físicos durante o dia, o sono é quase garantido durante a noite. (No meu caso, nem sempre ajuda.)

- Praticar técnicas de relaxamento, como meditação e exercícios respiratórios:
Técnicas de respiração e meditação são uma ótima opção de relaxamento, mas precisa-se de muita paciência pra mantê-los em sua rotina!

- Tirar a tevê do quarto:
Não tenho TV no meu quarto por causa da Alice, mas concordo que a TV ligada atrapalha muito.

- Ir para a cama quando estiver com sono:
O maior erro das pessoas é segurar o sono! Quando abro a boca, procuro me deitar, e isso ajuda muito, porque sempre durmo.

- Usar a cama apenas para dormir – evite ler, comer ou assistir televisão na sua cama:
Dessa eu não sabia! Uso a minha cama pra muitas coisas: Ler, escrever, conversar com alguém etc.

- Programar o relógio para despertar todo dia no mesmo horário:
Eu tenho esse costume sim, mas quem disse que eu levanto quando ele desperta? rs

- Não cochilar durante o dia:
Não tenho o costume de dormir durante o dia, mas vejo pelo meu irmão que dorme todas as tardes, e á noite tem dificuldades pra dormir.



 Agora vou me deitar e tentar dormir gente, poque depois disso tudo, me deu um sooono...
zzzzZZZZ

3 comentários:

  1. Ela faz sim!
    Entra em contato com ela...ela faz do jeito que vc pedir!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Loren pra mim tudo se resolver com exercicios fisicos!
    QQ DOR!
    Beijos
    www.milipavan.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Tem cinco poemas novinhos no meu blog, http://lenjob.blogspot.com.
    Peço por gentileza que passe no http://castelodopoeta.blogspot.com e veja tudo que tem lá. Que aprecie, que comente e que indique. É um blog de toda nossa cultura com os maiores artistas brasileiros, anônimos ou não.

    João Lenjob.

    Noites de Luar Para Sempre
    João Lenjob

    Se quiseres meu amor
    Se sentires ou sentes o que sinto
    Se tens o tempo que eu tenho
    Se me amas como eu te amo
    Se me perdoas, se entendes
    Como te faço meu bem
    Se és da minha rua ou do meu mundo
    Se podes caminhar comigo
    Plantar, colher, alimentar, sofrer
    Nós podemos viver para sempre
    Se estais pronta para tempestades
    Ou dilúvios e maremotos, correntes
    Para roseiras, constelações e noites de luar
    Para noites abraçados e com todos os beijos
    Se podes sentir minhas verdades (inteiras)
    Se sorrires a cada lágrima minha
    E souberes me dar a mão todos os dias
    Sentindo a minha falta e também presença
    Se venceres comigo todas as batalhas e amando
    Nós poderemos viver para sempre.

    ResponderExcluir